USP investiga 28 pacientes que podem ter sido reinfectados pela Covid-19

0

O estudo é importante para entender o vírus e também saber se quem tomar a vacina contra a doença correria o risco de pegá-la novamente

ATUALIZADO 16/09/2020 11:58

seringasGETTY IMAGES
OHospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) investiga 28 casos de pessoas que podem ter sido reinfectados pela Covid-19. Os pacientes passaram pelas filiais da unidade de saúde nas cidades de São Paulo e Ribeirão Preto.

Segundo o hospital, o que chama a atenção é o período de intervalo entre a primeira infecção e possivelmente a segunda: de dois a quatro meses.

Os médicos do órgão estão mapeando o nível de anticorpos no sangue dos pacientes. O número alto da proteína, pode significar uma nova infeção. Além disso, nos exames clínicos de 70% dos casos, houve a reaparição de sintomas até mais intensos da primeira contaminação.

De acordo com os pesquisadores, o estudo é importante para entender o funcionamento do vírus no corpo humano e também saber se quem tomar a vacina contra a doença correria o risco de pegá-la novamente.

Deixe o seu comentário