Polícia procura 6 foragidos da Papuda; ala de onde 17 escaparam será interditada

0

Existem seis pavilhões disponíveis no CDP II e oito no CDP III, unidades recém construídas, que poderão ser usadas para receber os presos

 

fuga
Forças de Segurança do Distrito Federal ainda estão nas ruas atrás de seis dos 17 presos que fugiram do Complexo Penitenciário da Papuda, na madrugada dessa quarta-feira (14/10). Equipes se revezam nas buscas em matagais e regiões de mata próximas ao Centro de Detenção Provisória (CDP), unidade onde ocorreu a fuga.

A cúpula da Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Seape) se reúne, na manhã desta quinta-feira (15/10), com a juíza titular da Vara de Execuções Penais (VEP), Leila Cury, para tratar sobre a desativação do Bloco C da prisão.

O desejo da Seape é transferir todos os presos dos locais considerados vulneráveis. Existem seis pavilhões disponíveis no CDP II e oito no CDP III, unidades recém construídas, que poderão ser usadas para receber os detentos. Para tanto, é imprescindível a autorização da VEP para a efetivação das transferências.

Caso seja autorizada, a administração penitenciária precisará preparar as unidades novas para receber os internos, com materiais e equipamentos necessários para o funcionamento. Será necessário ligar a rede elétrica, providenciar colchões, cobertores e materiais de higiene pessoal para os presos.

Antigo Núcleo de Custódia de Brasília (NCB), inaugurado no início da década de 70, a unidade resiste aos efeitos do tempo mas apresenta uma série de deficiências estruturais, entre elas a vulnerabilidade das paredes, que estão literalmente “esfarelando”. A unidade tem capacidade para 1.679 presos, mas conta com uma população carcerária de 3.409 internos. Apenas na ala onde ocorreu a fuga havia 298 detentos.

“A Ala C será interditada e será tratada novamente, recuperada, já com a autorização da Vara de Execuções Penais (VEP). A Dra. Leila Cury nos autorizou a interditar essa ala e fazer as reformas possíveis”, disse o secretário de Administração Penitenciária do DF, delegado Agnaldo Curado, em vídeo.

Medidas paliativas

O Bloco C fica no Pavilhão I, primeira unidade do antigo Núcleo de Custódia de Brasília (NCB) a ser construída. Os Blocos A e B passaram por reformas, após serem interditados em decorrência de uma fuga ocorrida em janeiro deste ano. Os Blocos C e D ainda continuam com a estrutura original. Medidas paliativas, apesar de importantes, têm se mostrado insuficientes para resolver definitivamente todos os problemas.

De acordo com fontes da Seape ouvidas pelo Metrópoles, as paredes são frágeis e as ferragens existentes em suas estruturas são facilmente retiradas.

“Só não ocorreram mais fugas até hoje, por causa da eficiência do trabalho dos servidores dessas unidades, que, mesmo em número bem abaixo do necessário, em virtude da superlotação das unidades, conseguem, com muito sacrifício, garantir a segurança das unidades”, afirmou o servidor.

Veja os detentos que fugiram da Papuda nessa quarta-feira:

1

Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) oferece um canal para denuncias. O cidadão só precisa ligar para o telefone 197, Opção 0 (zero), ou enviar e-mail para denuncia197@pcdf.df.gov.br. Há também a opção do WhatsApp: (61) 98626-1197.

Deixe o seu comentário