Pacientes denunciam falha no atendimento da ortopedia do HRC: “Caótico”

0

Sem maquinário para remover o gesso, é preciso retirar o material apenas com água. Situação ocorre há uma semana

ATUALIZADO 02/10/2020 17:02

MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES
Há cerca de uma semana, pacientes que buscam atendimento na ortopedia do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) passam por dificuldades. Segunda denúncia recebida pelo Metrópoles, o maquinário responsável por serrar o gesso encontra-se inoperante.

É o drama que enfrenta a professora Thaynara Oliveira Silva, 29 anos, internada com uma fratura no pé e à espera de uma cirurgia.

Os médicos autorizaram que o gesso fosse retirado, mas, por falta de maquinário, a extração foi realizada em condições precárias. “Fui para casa e voltei diversas vezes. Eles falaram que não tem a serra. Vários pacientes foram dispensados, já tem setes dias (essa situação)”, reclama Thaynara.

“A opção que nos deram foi de ir para baixo do chuveiro e tirar o gesso na água. Acho que machuquei ainda mais o meu pé. O banheiro está em estado caótico”, queixa-se a professora, que está grávida.

1

Veja vídeo:

O que diz a Saúde

Procurada pelo Metrópoles, a Secretária de Saúde do Distrito Federal informou que a direção do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) recebeu, na tarde desta sexta-feira (2/10), um novo equipamento de retirada de gesso.

“A situação da retirada de gesso já foi regularizada e a condução do caso da paciente está sendo realizada pela equipe da ortopedia. No momento, a paciente está internada e com previsão de cirurgia para a próxima semana”, complementa a pasta.

Deixe o seu comentário