“Ninguém está sentindo a falta dele no ministério”, diz Maia sobre Weintraub

0

Para Maia não havia necessidade de Weintraub sair “correndo” do país como fez

Nesta terça-feira (23), o presidente da Câmara do Desputados, Rodrigo maia, criticou a ratificação realizada pelo governo a respeito da data de exoneração do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Para Maia não havia necessidade de Weintraub sair “correndo” do país como fez. O parlamentar ainda disse que “ninguém está sentindo a falta dele” na pasta desde a sua saída.

“Ninguém está sentindo falta dele no Ministério da Educação. Ninguém queria que ele ficasse no Brasil de qualquer jeito, porque, de fato, é uma pessoa que mais atrapalhou do que ajudou. Não entendi essa necessidade toda de se criar um ambiente para ele sair correndo do Brasil”, disse Maia em coletiva de imprensa.

Maia explicou que a mudança na data feita pela Executivo no Diário Oficial alimenta a narrativa de que Weintraub estava sendo exilado. Maia reforçou ainda que nunca viu ninguém deixar o país com o apoio do governo federal. “Não entendi. Ele estava fugindo de alguém? Estranho, né? Primeira vez na história que alguém diz que está exilado e tem o apoio do governo. Geralmente é o contrário”, refletiu Maia.

Deixe o seu comentário