Na primeira partida das quartas, Brasiliense fica no empate com o Luziânia

0

A equipe visitante jogou melhor mas não conseguiu arrancar a vitória em solo goiano

ATUALIZADO 12/08/2020 18:11

RAFAELA FELICCIANO/METROPOLÉS
Na tarde desta quarta-feira (12), o Brasiliense Futebol Clube voltou aos gramados depois de 146 dias de paralisação do futebol em território candango. O Jacaré foi até o estádio Serra do Lago, para encarar o Luziânia, pelo jogo de ida das quartas de final do Candangão 2020. Em um jogo dominado pela equipe visitante, especialmente no segundo tempo, o placar final terminou em empatado em 0x0

As duas equipes voltam a se encontram pelo jogo de volta no próximo sábado (15), às 15h30, na Boca do Jacaré. Por ter a melhor campanha na primeira fase, o Brasiliense avança para as semis em caso de novo empate

Primeiro tempo em ritmo de pré-temporada

Estreiando o novo uniforme preto, o Jacaré iniciou a partida controlando as ações. O técnico Márcio Fernandes montou um meio campo sólido com Bruno Lima, Radamés e Sandy à frente dos zagueiros e Douglas com liberdade para criar. E foi em uma jogada construída pelo centro que a equipe conseguiu chegar, aos quatro minutos, no chute de Renatinho que saiu pelo canto direito da meta do Luziânia.

Como já era esperado, devido ao longo período sem jogos, o ritmo da partida era cadenciado por ambas as equipes, que se estudavam procurando achar uma brecha para chegar ao gol. O Brasiliense explorava o lado esquerdo do campo, com Renatinho, Zé Love, Douglas e Esquerdinha – jogando de lateral – mas sem sucesso nas descidas. O Luziânia tentava encaixar os contra-ataques, mas esbarrava no sistema defensivo amarelo.

Aos 39’, o Brasiliense chegou mais uma vez. Douglas cobrou escaneio e Radamés cabeceou com perigo no canto direto do goleiro Matheus Lorenzo.

Na volta do intervalo, Márcio Fernandes fez duas substituições acenderam a equipe amarela. Romarinho entrou no lugar de Renatinho e Marcos Aurélio substituiu Railan. Com isso, Sandy foi fazer a letal direita.

Domínio amarelo

Logo com um minuto, as mexidas surtiram efeito. Romarinho foi acionado pela ponta direita e bateu cruzado. Por muito pouco Zé Love não chegou para completar para a rede.

Com quatro minutos, Zé Love costurou pela esquerda e cruzou para o cabeceio de Douglas. Matheus Lorenzo espalmou e na sobra Marcos Aurélio chutou cruzado para fora. Três minutos depois, novamente pela esquerda, Zé Love rolou na entrada da área para Douglas que bateu por cima.

A pressão era toda do time amarelo, e o arqueiro da equipe goiana se destacava nas defesas. E dois chutes de Marcos Aurélio, aos 12’ e aos 17’, Matheus Lorenzo apareceu bem para evitar o primeiro do Jacaré.

Aso 24’, Fabinho, que acabara de entrar, mostrou seu cartão de visitas. O meia arriscou de fora e obrigou o goleiro a fazer outra boa defesa. Quatro mais tarde, Fabinho cruzou para o meio da área e Zé Love testou a bela que saiu rente ao travessão.

A equipe amarela não dava tempo para o Luziânia se recompor. Com 30 minutos de bola rolando, Zé Love foi lançado cara a cara com Matheus Lorenzo e chutou em cima do goleiro adversário.

A equipe da casa só conseguiu chegar com perigo aos 38 minutos. O volante Juninho arriscou de longe, mas sem perigo. O Jacaré voltou a responder três minutos depois. Marcos Aurélio cobrou falta no ângulo, e mais uma vez, Matheus Lorenzo fez a defesa.

Nos acréscimos, as duas equipes ainda tiveram a chance de tirar o zero do placar. No contra-ataque do Luziânia, Weberthi Titico recebeu sozinho pela direita e chutou para fora. Logo depois, na cobrança de escanteio, Badhuga cabeceou, mas parou nas mãos do arqueiro goiano.

FICHA TÉCNICA

LUZIÂNIA 0 X 0 BRSILIENSE

Campeonato Candango 2020 – Quartas de final – Jogo de ida

12/08/2020, 15h30, Serra do Lago – Luziânia-GO

Árbitro: Leandro Almeida

A1: Lucas Guerra

A2: Lucas Modesto

4º árbitro: Adriano Neri

BRASILIENSE

Fernando Henrique; Railan (Marcos Aurélio), Rodrigo, Badhiuga e Esquedinha; Radamés (Neto Baiano), Bruno Lima (Aldo), Sandy e Douglas (Fabinho); Zé Love e Renatinho (Romarinho).

Técnico: Márcio Fernandes

Cartões amarelos: Zé Love

UNAÍ

Matheus Lorenzo, Cleiton, Santiago, Lucio e Goduxo; Juninho, Matheus Lacerda (Dadinho) e Allanzinho; Kelvin, Weberthi Titico e Lucas Silva

Técnico: Sebastião Rocha

Cartões amarelos: Goduxo, Allanzinho e Weberthi Titico

Deixe o seu comentário