Mulher que levou 22 facadas e perdeu o filho no DF apresenta melhora

0

A jovem, internada no Hospital de Base, apresentou “bom padrão respiratório” e não teve febre nas últimas 12 horas

emergência do hospital de baseHUGO BARRETO/METRÓPOLES
A jovem esfaqueada pelo ex-namorado apresentou uma pequena melhora na manhã desta quarta-feira (12/8). Transferida para o Hospital de Base após levar 22 facadas e perder o bebê, Cleudiane dos Santos, 27 anos, permanece entubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas apresentou “bom padrão respiratório” e não teve febre nas últimas 12 horas.

A vítima sofreu perfurações graves no estômago e intestino. Ela respira com ajuda de ventilação mecânica e está entubada. Apesar de grave, o estado da paciente é considerado estável.

Cleudiane estava grávida de quatro meses e perdeu o filho após o ataque ocorrido na quadra QND 37, em Taguatinga, no último domingo (9/8). O autor das facadas é Fernando Ferreira dos Santos, 32, ex-interno do sistema penitenciário do Distrito Federal e que cumpria prisão domiciliar. Ele permanece sendo procurado por policiais civis da 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), que apuram o caso.

De acordo com fontes médicas ouvidas pelo Metrópoles, Cleudiane precisou fazer cirurgia para conter sangramentos e passou por um exame de laparotomia exploradora. O procedimento é feito com fins de diagnóstico quando existem alguns sinais de alterações dos órgãos abdominais. A mulher está sedada.

O caso

De acordo com as investigações, o criminoso teria se irritado com algo dito pela companheira e avançado nela. Duas facadas mais profundas atingiram o estômago da vítima, segundo o delegado-chefe da 17ª DP, Mauro Aguiar. Câmeras de segurança registraram o ataque brutal, quando o homem desfere as facadas no tórax da mulher.

O delegado explicou que o casal morava em uma chácara em Vicente Pires e estava de passagem por Taguatinga. “Como era noite de Dia dos Pais, não sabemos se eles estavam indo ou voltando de alguma comemoração. Ele já havia sido preso por envolvimento com o tráfico de drogas e outros crimes”, disse Mauro Aguiar.

 

Deixe o seu comentário