Mulher morre baleada ao tentar proteger filho durante tiroteio

0

Vítima teria se curvado para salvar a criança, de apenas 3 anos, mas foi atingida por tiros na cabeça e na barriga

Uma mulher morreu baleada na noite dessa quarta-feira (26/8) durante tiroteio no Rio Comprido, Zona Norte do Rio de Janeiro (RJ).

Ana Cristina da Silva, de 25 anos, estava com o filho, de 3 anos, quando os dois entraram no meio do confronto. A mulher teria se curvado para proteger o garoto e foi atingida por tiros na cabeça e na barriga. Ela foi levada sem vida ao hospital.

O Corpo de Bombeiros informou ao Metrópoles que chegou a ser acionado para atender a ocorrência, mas não conseguiu subir no morro devido ao confronto entre facções criminosas na região.

Segundo o jornal O Dia, iniciou-se nessa noite uma disputa entre o Comando Vermelho (CV) e o Terceiro Comando Puro (TCP) pelo domínio do Complexo do São Carlos.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) explicou que foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte de Ana Cristina da Silva.

“Equipes da unidade realizam diligências para esclarecer as mortes. As investigações estão em andamento”, informou a Polícia Civil do Rio de Janeiro PCRJ), em nota.

Já a 6ª DP (Cidade Nova) instaurou inquérito para identificar os traficantes envolvidos na disputa de território no Estácio, Zona Norte do Rio.

Deixe o seu comentário