Laudo aponta que fígado de criança explodiu após ser espancada por madrasta

0

O caso foi registrado em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. A suspeita de cometer o crime é a madrasta da criança, que está presa

O laudo realizado pelo Instituto de Polícia Científica (IPC) a fim de investigar a morte de um menino de 4 anos, no último sábado (19/9), mostrou a existência de várias lesões na criança e que a causa foi traumatismo craniano após espancamento.

O caso foi registrado em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, após Samuel Lucas Bernardo da Silva ser levado pela madrasta ao Hospital de Emergência e Trauma na cidade. De acordo com o diretor do IPC, Márcio Leandro, a suspeita de violência sexual foi descartada. Segundo ele, a criança foi espancada, teve grande fluxo de sangue e o fígado explodiu devido ao choque.

Leia mais em Portal T5, parceiro do Metrópoles.

Deixe o seu comentário