Israel inicia testes em humanos de sua candidata a vacina contra Covid-19

0

Em um primeiro momento, a imunização será administrada em 80 voluntários saudáveis com idades entre 18 e 55 anos

ATUALIZADO 26/10/2020 15:09

vacina sendo fabricada em laboratórioTHISISENGINEERING RAENG/UNSPLASH
Ogoverno de Israel anunciou, nesta segunda-feira (26/10), que sua candidata a vacina contra a Covid-19 passou para a etapa de ensaios clínicos, quando a imunização é aplicada em humanos.

Em um primeiro momento, ela será administrada em 80 voluntários saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Haverá grupo controle, ou seja, parte deles receberá um placebo em vez da formulação desenvolvida pelos cientistas. Os voluntários terão a saúde monitorada por três semanas para checar se desenvolveram anticorpos contra a infecção ou se apresentaram sintomas colaterais.

Caso obtenha resultados positivos na primeira fase, a vacina passa para a etapa seguinte e será, então, administrada em 960 voluntários. Por fim, ocorrem os ensaios clínicos de grande porte com a aplicação da imunização em 30 mil pessoas.

A vacina foi desenvolvida pelo Instituto de Pesquisa Biológica de Israel a partir de um vírus já existente (VSV). O vírus conterá uma parte mínima do novo coronavírus a fim de sensibilizar o corpo dos imunizados para a produção de anticorpos.

Etapas anteriores
A candidata a imunização já foi testada com sucesso em animais, provocando resposta imunológica em ratos, hamsters, coelhos e porcos. A segurança da vacina também foi demonstrada em vários testes, o que permitiu o início dos ensaios clínicos em humanos.

O Instituto de Pesquisa Biológica de Israel tem capacidade para produzir 15 milhões de doses caso a imunização comprove eficácia e segurança e obtenha registro para ser aplicada.

Deixe o seu comentário