Ingressos para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia

0

Venda começa na quinta-feira. Veja guia com preços, categorias, tipos de bilhetes, sedes, revenda e exigência de documento.

A Fifa anunciou, nesta terça-feira (12/4) os detalhes da venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Os bilhetes estarão disponíveis a partir de quinta-feira. O Correio preparou um guia para quem pretende assistir à competição direto do estádio, mas ainda tem dúvidas. Veja:

Para começar, quando será a Copa do Mundo da Rússia? Já saiu a tabela?

A Copa do Mundo de 2018 vai de 14 de junho a 15 de julho. Será disputada em 12 estádios de 11 cidades – Moscou terá duas sedes. Do oeste para o leste, as outras são: Kaliningrado, São Petersburgo, Rostov, Sochi, Níjni Novgorod, Volvogrado, Saransk, Kazan, Samara e Ecaterimburgo.

Os jogos ainda não estão definidos. Além da Rússia, anfitriã, sete seleções estão classificadas para a Copa: Arábia Saudita, Bélgica, Brasil, Coreia do Sul, Irã, Japão e México. Restam 24 vagas abertas. Times como Alemanha, Costa Rica, Espanha e Inglaterra estão a um passo de confirmar a vaga.

O sorteio da fase de grupos será em 1º de dezembro, no Palácio Estatal do Kremlin, um ponto turístico de Moscou. Depois disso, todos os jogos estarão definidos.

Para ver o calendário completo, clique aqui.

Quando os ingressos começam a ser vendidos?

As vendas serão abertas na quinta-feira (14/9), às 6h (de Brasília). O único meio de compra autorizado é o site oficial da Fifa. Clique aqui para acessá-lo.

Há cinco fases de venda:

14/9/17 a 12/10/17 – Sorteio. Parte da carga é colocada à venda. Se houver mais interessados do que bilhetes disponíveis, o sistema sorteará quem terá direito a comprar.
16/11/17 a 28/11/17 – Compra direta. Aqui, entra a carga que sobrou da primeira fase. Como a posição das seleções nos grupos ainda não é conhecida, fica mais fácil garantir um bilhete.
5/12/17 a 31/1/18 – Sorteio. Todos os jogos estão definidos. É, historicamente, a fase mais concorrida das Copas do Mundo. Se houver mais interessados do que bilhetes disponíveis, o sistema sorteará quem terá direito a comprar.
13/3/18 a 3/4/18 – Compra direta. Os ingressos restantes são colocados à venda. Quem chegar primeiro leva. É a última chance de comprar e receber em casa
18/4/18 a 15/7/18 – Compra direta de última hora. Todos os ingressos encalhados e devolvidos entram aqui. É a única fase em que é possível comprar pessoalmente, mas as vendas seguem pela internet. É preciso retirar os ingressos pessoalmente.

Quanto custa um ingresso para a Copa de 2018?

Há quatro categorias de preço. A mais barata está disponível apenas para cidadãos russos. Na primeira fase, os valores à venda para brasileiros vão de US$ 105 a US$ 210 (R$ 330 a R$ 650) – exceto na partida de abertura, de US$ 220 a US$ 550 (R$ 680 a R$ 1.700). Os valores sobem a cada fase do mata-mata. Para a final, vão de US$ 455 a US$ 1.100 (R$ 1.400 a R$ 3.400).

Para saber em que parte da arquibancada ficará o torcedor de cada categoria, clique aqui.

Pretendo ver todos os jogos da Seleção Brasileira. Consigo?

Sim. Para isso, existe o Team Specific Ticket Series. Você pode pedir o TST3, que é válido apenas para os três jogos da fase de grupos; o TST7, que dá vaga nas setes partidas do Brasil, caso o time de Tite consiga avançar até a final; ou o TST4 e o TST5, opções intermediárias.

E se você comprar o TST7 e o Brasil acabar eliminado antes? Mesmo assim, você terá um ingresso para a final. O número ao lado de TST especifica o número de jogos que o comprador assistirá na Rússia.

Essa opção estará disponível apenas nas duas primeiras fase de venda: de 14 de setembro a 12 de outubro e de 16 de novembro a 28 de novembro.

Mas só quero a Seleção Brasileira!

Nelson Almeida/AFP
Brasil está garantido na Rússia
Bom, aí há a opção dos Conditional Supporter Tickets, o ingresso condicional. Você paga com antecipação e, se o time for eliminado, a Fifa te devolve o dinheiro dos jogos que você não assistiu. O problema: a entidade fica com US$ 10 (R$ 31) de cada ingresso devolvido.

Essa opção estará disponível apenas na terceira fase de venda: de 5 de dezembro a 31 de janeiro de 2018.

Comprei. Quando recebo meu ingresso?

Quem comprar até 3 de abril de 2018 receberá os ingressos em casa, por correio. Depois disso, será necessário fazer a retirada pessoalmente, na Rússia, em um centro de ingressos. Todas as cidades sedes receberão essa estrutura perto de seu estádio.

Se você comprar o que a Fifa chama de “ingresso condicional” para o mata-mata, ou então os bilhetes para jogos de alguma seleção específica, também será necessário resgatá-lo pessoalmente a cada jogo depois da fase de grupos.

Comprei, mas não posso ir. O que fazer?

Usar os ingressos de outra pessoa ou tentar vendê-los on-line é uma “ofensa administrativa às leis russas”, segundo a documentação da Fifa. A entidade cita a segurança do evento como principal razão para essa fiscalização. Então, é melhor não arriscar.

Se você comprar os ingressos e não puder ir, terá de revendê-los em uma plataforma on-line que a Fifa criará em 2018 no site oficial. A entidade afirma que devolverá o valor inteiro do bilhete devolvido. Medida igual foi tomada na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Comprei e vou. Preciso de visto?

Não, mas precisa do Fan ID, uma tecnologia que estreará em Copas do Mundo na Rússia. É um documento de identificação dos torcedores, desenvolvido pelo Comitê Organizador Local, obrigatório para acesso aos estádios. Clique aqui para fazer o pedido.

O Fan ID serve de visto de entrada ao país e permite o uso de transporte público gratuito em dias de jogos. A Fifa também promete “viagens de graça entre algumas cidades”, mas ainda não detalhou quais são os destinos e em quais condições.

Deixe o seu comentário