Epidemia de Covid-19 no Brasil já matou 87.618 pessoas e infectou 2.442.375

0

Números foram divulgados nesta segunda (27/7) pelo Conass, que reúne informações das secretarias de Saúde dos estados
Exame para coronavírus no DFHUGO BARRETO/METRÓPOLES

ÉRICA MONTENEGRO
erica.montenegro@metropoles.com
27/07/2020 18:03,
ATUALIZADO 27/07/2020 18:19

Aepidemia provocada pelo novo coronavírus no Brasil já atingiu 2.442.375 pessoas e provocou 87.618 mortes, de acordo com informações divulgadas pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) nesta segunda-feira (27/7). Desde a última atualização feita no domingo (26/7), foram 23.284 casos confirmados e 614 mortes.

O país continua sendo o segundo mais afetado do mundo em números absolutos, atrás apenas dos Estados Unidos, que superam 4,2 milhões de pessoas infectadas e 147 mil mortes, segundo o ranking divulgado pela universidade americana Johns Hopkins.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

CORONAVÍRUS
Covid-19: última semana epidemiológica foi a pior do Brasil

DISTRITO FEDERAL
Mortes de Covid-19 por semana epidemiológica continuam estáveis no DF
ampolas de vacina
SAÚDE
Vacina contra Covid-19 de empresa dos EUA passa para etapa final de testes
Pandemia do novo coronavírus
SAÚDE
Veja qual modelo de máscara te deixa mais protegido contra a Covid-19
De acordo com as informações reunidas pelas secretarias de Saúde dos estados, as unidades da Federação mais atingidas são São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Pará e Bahia – em relação ao número de infectados. Em relação ao número de vítimas fatais feitas pela doença, o ranking é liderado por São Paulo, seguido de Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Pará.

Apesar de as mortes continuarem crescendo no Brasil quando se compara a semana epidemiológica passada com a anterior, o Ministério da Saúde acredita que o país está em uma espécie de platô, o que indicaria uma estabilização da epidemia. No DF, a tendência se verifica desde o início do mês.

Deixe o seu comentário