Com chegada de 50 novos respiradores, Ibaneis suspende estudos de lockdown

0

O governador disse que pensou em restringir o comércio, mas essa decisão está suspensa, pelo menos por enquanto

O governador Ibaneis Rocha (MDB) disse à coluna, na manhã desta sexta-feira (26/06), que estudava adotar lockdown (bloqueio total) no Distrito Federal, mas adiou os planos diante da remessa feita pelo Ministério da Saúde de 50 novos respiradores.

Lockdown é a versão mais rígida do distanciamento social e quando a recomendação se torna obrigatória. É uma imposição do Estado. No cenário pandêmico, essa medida é a mais rigorosa a ser tomada e serve para desacelerar a propagação da Covid-19, quando as medidas de isolamento social e de quarentena não são suficientes e os casos aumentam diariamente.

“Cheguei a pensar em restringir o comércio, mas ontem (quinta), com a chegada dos 50 respiradores do Ministério da Saúde, nós temos uma folga de leitos de UTI que nos coloca em uma posição mais tranquila. Então, fica suspenso esse estudo que eu estava fazendo”, disse.

Em contato com o Metrópoles, a Secretaria de Saúde confirmou o recebimento dos 50 equipamentos, sendo 30 mecânicos e outros 20 de transporte e emergência. A expectativa, de acordo com a pasta, é que mais 100 aparelhos cheguem nos próximos dias.

Casos de Covid-19
O Distrito Federal registrou, nessa quinta-feira (25/06), 14 mortes em decorrência do novo coronavírus. Com os novos casos, o número de óbitos na capital do país chegou a 462.

Os óbitos mais recentes são de moradores de Taguatinga, Planaltina, Plano Piloto, Gama, Guará, Sobradinho, São Sebastião, Riacho Fundo, Paranoá, Pôr do Sol e Arniqueira.

Considerando as mortes de 47 pessoas que residiam em outras unidades da Federação e estavam em tratamento na rede de saúde de Brasília, a quantidade de óbitos sobe para 509

Com 1.619 novos casos registrados nas últimas 24 horas, o número de infectados pelo novo coronavírus chegou a 38.871, dos quais 26.490 se recuperaram da Covid-19.

As informações são do Painel Covid-19, alimentado pelo Governo do Distrito Federal. Os dados foram atualizados às 18h08.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde, três dos 14 pacientes que perderam a vida nessa quinta-feira (25/06) não tinham nenhuma doença preexistente, consideradas comorbidades.

Deixe o seu comentário