Homem de 45 anos é preso por estuprar paciente em hospital de Águas Lindas

0

A vítima, um jovem de 19 anos, vive em situação de rua estava internado na unidade de saúde havia um mês, para tratar um quadro de pneumonia
CB Correio Braziliense

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
A Polícia Civil de Goiás prendeu em flagrante

um homem suspeito de estuprar um jovem de 19 anos, no Hospital Municipal Bom Jesus, no município de Águas Lindas (GO). A vítima vive em situação de rua e estava internada na unidade de saúde havia um mês para tratar uma pneumonia. Na tarde de sábado (5/10), o suspeito, que acompanhava a mãe havia cinco dias, abordou o jovem e o levou até um banheiro, onde o estuprou.

Médicos do hospital municipal confirmaram aos agentes que a vítima sofreu violência sexual. O agressor é natural de Taguatinga, mas morava em Águas Lindas; a vítima nasceu em Brasília. Embora não tivesse endereço fixo, ele havia sido acolhido pelo grupo de uma igreja no Jardim Brasília, na cidade goiana.

Os dois homens foram levados para a 17ª Delegacia Distrital de Polícia de Águas Lindas de Goiás para prestar depoimento. A vítima rapaz seguiu para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia (GO), onde passou por exames, e, depois, voltou para o hospital municipal. O suspeito do crime foi preso em flagrante.

Continua depois da publicidade

Aos investigadores, o jovem informou que caminhava por uma das alas do hospital quando foi coagido a acompanhar o suspeito. Após o crime, a vítima tomou banho e comunicou o ocorrido a um dos guardas do hospital. Uma das enfermeiras da unidade de saúde soube da situação e acionou a Polícia Militar.

O rapaz havia sido deixado no hospital há cerca de um mês, por uma equipe do Samu. A polícia informou que a mãe dele o abandonou e que o pai está preso na Papuda por violentar o jovem e as filhas, irmãs da vítima. Ainda segundo a instituição, não há laudos que constatem que o paciente tenha algum tipo de transtorno psicológico. No entanto, ele passa por acompanhamento com uma psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Imagens das câmeras de segurança do hospital mostram o momento em que a vítima e o suspeito caminham por um dos corredores da unidade de saúde. Em outro momento, o jovem de 19 anos é visto, acompanhado de dois guardas. A reportagem aguarda retorno da Secretaria de Saúde de Goiás.

COMPARTILHE

Deixe o seu comentário